sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Do amor e suas nuances

E há o amor
Esse que não tem prazo ou validade
E que prescinde de corpo
Que transpõe barreiras e datas
E vai além
Há o tempo
Esse que não se mede
Que não se conta e nem se pede
Há verdades
Essas que não são minhas
Mas que afloram
Em qualquer intangível instante
De qualquer amor
Em qualquer tempo
Com qualquer verdade.

15/04/2015

Amigos reais em meio virtual: