quinta-feira, 28 de março de 2013

Noite de haikais

Dos poetas amig@s:

"Noite de begônias:
O frio se permite
Chegar logo mais.

Depois do calor,
O Verão cansa e prolonga
As chuvas doutrora.

Vai chegar o dia
Que de tão verdes, os lábios
Sorriem jardins.

Mais tarde, você
Poderia me levar
Para a Primavera.

Quando a chuva passa,
Aquela velha tristeza
Dorme na distância

À tarde, você
Veio me pedir um beijo
Eu e o Sol se calou."

Jamesson Buarque

"Caramujinho
Lenta linha brilhante
No éden do limo."

Eugênia Fraietta

"Na cálida noite,
Suave preguiçosa
A brisa desliza.

Na tarde tão quente,
As flores, sobre o muro,
A rua espia.

Árvores ramalham
E o vento, já cansado,
Decide voar. "

Wesley Carvalhaes

Amigos reais em meio virtual: