domingo, 22 de maio de 2011

Cachoeira

"Água cai do céu é chuva,

Cai da pedra é cachoeira..."



A água cai da pedra
A água cai da pedra e me lava
A pedra fere o corpo
A água cai e me lava
A cachoeira ensina
a pedra e a água
ensina a cura.


deslizo com a água
endureço com a pedra
faço das pedras do meu caminho
trilha de cachoeira
deságuo e torno
a dureza de ser
torno fluido
viro água
percorro as pedras
desaguo nelas
e viro beleza.

Sou cachoeira!

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Tergi-versando

de beleza faço cores
e versos dos quais me coro
não sou frente nem reverso
sou mulher e tergiverso

rimo apenas o que me toca
de volta ao princípio de tudo
aceito a mordida e a palavra
ensino construo e como

devoro a poesia e transformo
de versos e passos me faço
sou nova e velha no instante
da palavra-abraço

tergiverso no ato de agora

no instante em que me faço
palavra-poesia
traço o caminho de mim
sou mulher e faço versos
ter gi verso de novo
e fim

Amigos reais em meio virtual: