domingo, 30 de janeiro de 2011

RE-NOVO-AÇÃO

Eu quero o novo!

Um novo momento para as mesmas pessoas
uma nova conduta para o mesmo amor
um novo olhar para o mesmo mundo
Um novo acorde na mesma canção...

Eu quero o novo que não prescinde do velho,
que não abra mão da experiência vivida,
assim como o tempo que se faz em ontens e hoje
possibilitando futuros

Também quero o novo com cara de novo
renovado novo, nova ação
pois sobre escombros nada se constrói
terreno limpo, após a demolição
aceita de novo, o novo

do amor: reconstrução.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

sobre ontem


Ontem eu fui feliz,
brinquei de ser criança
rolando na grama, pulando carniça
inventando histórias.
Ontem eu pude amar,
brincando de ser gente grande
dando beijos no ar
correndo em volta da casa
e simulando chegada
nos carros imaginários
nas asas de sonhos infantis
nos braços de amores vários
que eu fingia possuir
Ontem eu pude ser,
tudo e mais um pouco
no quintal de minha casa
na varanda de uma tia
no jardim de minha vó
eu era e podia
fazia e acontecia
Ontem sem ter nada eu tinha tudo,
o hoje me pegou de surpresa
tudo que criei de repente aconteceu
tenho tudo que queria (?)
e sonhava conquistar
mas me falta alguma coisa
imprescindível, talvez
falta a possibilidade
de acabar a brincadeira
e as histórias que criei
deixarem de existir
no instante em que minha mãe
me chamar para jantar.

domingo, 16 de janeiro de 2011

do pertencer...

eu quero ser minha de novo
ainda que me encontre em seus braços
ainda que não saiba quem sou
o que quero
pretendo
e faço

eu quero ser minha de novo
pra perder-me de novo (e de novo) de mim
e no ir e vir destes passos
descubro-me de fato
enfim.

Amigos reais em meio virtual: