domingo, 24 de janeiro de 2010

"Morrer é só não ser visto" Fernando Pessoa




morro quando seus olhos não me vêem e não colocam em mim o brilho que tens.

morro quanto não me olhas e longe - lejos,

demoro-me pensando no momento em que esse olhar me fará renascer.


morro sempre e a cada dia quando não me fazes

sou quando me vês.

(para Ice e Ly)

Amigos reais em meio virtual: