terça-feira, 24 de novembro de 2009

Poeta-semente

POETA-SEMENTE


CARREGA A VIDA NA PELE
PALAVRA POR PALAVRA
PULSA
VIDA E ILUSÃO
MENTE
(QU)E EMANA
FORÇA, CALOR,
TESÃO

(LATENTE ESTADO EM QUE ESTÁ)

POETA-SEMENTE
SENTE
SEMEIA
INCENDEIA

‘PLANTA O SORRISO DA MISÉRIA
E A VONTADE DE TRUCIDÁ-LA
PLANTA A POESIA
MAS NÃO NA PELEJA DE CARA
NÃO TEM INSTRUÇÃO DE ARMA’

É PALAVRA-BROTO

POETA-SEMENTE NÃO FERE NEM MATA

BROTA

Amigos reais em meio virtual: