domingo, 30 de agosto de 2009

Queria ouvir a palavra exata...

que me fizesse acordar,
que me despertasse desse sono de morte
e me conduzisse
como um sopro de vida

Queria ouvir a palavra ideal
aquela q consola
ama
alerta
e
transforma

se não ouço porém
por que insisto?
por que falo?
não há a palavra ideal
toda palavra é real
e
em um dado momento de sentimento
em um dado instante de coragem
de entrega
de amor
qdo dita
ela faz e acontece
e mais

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Ruídos...

me vejo cercada por eles
sons, fragmentos de frases,
palavras, gemidos, suspiros, pancadas...
imagens sonoras que invadem meu ouvido
mas,
hoje os barulhos que incomodam são outros
os ruídos dentro de mim
os sons surdos que captam minha audição interna
a angústica de ser e não
a aflição de querer ou não
a vontade de não ter vontades
o medo
a preocupação
as ânsias
são estes os barulhos que ensurdecem...

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Da solidão

escolhe-se
encolhe-se
enrole-se

e


fique

na escolha
na encolha
no rolo da vida cotidiana que provoca, instiga, facilita a solidão

Amigos reais em meio virtual: